Elias elogia Mano e mostra confiança na recuperação do Bahia: "A gente vai sair dessa situação" Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 14 de Outubro de 2020 20:10 Foto: Rafael Machaddo / EC Bahia - Globofest

Notícias

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Elias elogia Mano e mostra confiança na recuperação do Bahia: "A gente vai sair dessa situação" Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 14 de Outubro de 2020 20:10 Foto: Rafael Machaddo / EC Bahia

 

Elias fala sobre inconstância do Bahia e relação com Mano Menezes — Foto: Rafael Machaddo/EC BahiaO meia Elias concedeu entrevista nesta quarta-feira (14), no CT Evaristo de Macedo. O jogador comentou sobre o trabalho de Mano Menezes, elogiou o técnico e mostrou confiança na recuperação do Bahia na Série A.

"Se for analisar, nos últimos jogos, a gente sofreu só gol de bola parada. Contra o Sport, foram dois, um de pênalti, agora contra o Fluminense um gol de pênalti. Normal. Requer tempo de trabalho para que possa conhecer totalmente o grupo, e a gente possa conseguir uma sequência de triunfos. A meu ver, o trabalho é bem feito, conheço, tenho total confiança nele. Sei que a gente vai sair dessa situação o mais rápido possível", disse.

O atleta também falou sobre sua relação com o treinador. "Já conheço ele de outros carnavais. Não só do Corinthians e da Seleção, mas também do Flamengo. E também por ter jogado contra ele por praticamente três anos. Ele estava no Cruzeiro, eu no Atlético-MG. Sei o que ele gosta e pede para as equipes. É encurtar o tempo, o espaço, para que não demore muito para mudar uma peça, uma mentalidade de jogo. Conhecendo o Mano, a gente já antecipa algumas coisas dentro de campo".

Já sobre seu início no Esquadrão, Elias admitiu que ainda pode evoluir. "Sempre tem coisa para evoluir, para melhorar. Fiquei praticamente nove meses sem jogar. Cheguei, encontrei a rapaziada em Curitiba, fui para o jogo contra o Botafogo, fui para aquele jogo sem ter feito praticamente nenhum treino de campo aberto. A tendência é evoluir, mas no período curto, o cansaço bate. Senti bastante a perna pesada. É normal, já era previsto isso. Agora com esse tempo maior, tem tempo para recuperar e ir aprimorando a parte física, de força, para suportar novamente uma sequência de jogos".

E do entrosamento com os companheiros, o atleta também vislumbrou evolução. "Claro que tem coisas a melhorar, o entrosamento com os companheiros, conhecer mais a fundo mesmo. Detalhes de como o atleta gosta de receber a bola, como posiciona para marcar, como posiciona para atacar. Isso é com o tempo. Fui bem recebido, pessoal me ajuda bastante. Estou procurando usar minha experiência para que a gente possa sair mais rápido dessa situação", encerrou.

Sem comentários:

Publicar um comentário