Mano reconhece segundo tempo ruim do Bahia e afirma que as mudanças não surtiram efeito Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 05 de Dezembro de 2020 22:10 Foto: Felipe Oliveira/ECB - Globofest

Notícias



sábado, 5 de dezembro de 2020

Mano reconhece segundo tempo ruim do Bahia e afirma que as mudanças não surtiram efeito Autor(a): Redação Galáticos Online (Twitter - @galaticosonline) em 05 de Dezembro de 2020 22:10 Foto: Felipe Oliveira/ECB

 

Após a classificação na Sul-Americana, o Bahia virou a chave e voltou a focar no Brasileirão. Neste sábado (5), o Tricolor perdeu por 2 a 0, em casa, para o Ceará pela 24ª rodada da Série A e chegou ao terceiro jogo sem somar pontos na competição. Após o duelo, o técnico Mano Menezes, reconheceu o segundo tempo ruim da equipe e disse que as mudanças durante o jogo não ofereceram fatores positivos ao grupo.

"A coisa mais errada é colocar tudo no mesmo saco e transformar coisas diferentes em iguais. O jogo de hoje teve outra conotação. O Bahia fez um primeiro tempo muito bom, criando oportunidades, controlando o adversário, rondando a meta para construir a vitória que por detalhes no primeiro tempo não aconteceu. No segundo tempo estivemos muito mal. Com exceção do goleiro, todas as outras alterações não acrescentaram coisas positivas. Isso entra no pacote da semana do desgaste na Argentina, da superação, da entrega... A gente já mexeu na equipe para dar um pouco mais de saúde, colocar jogadores que não entraram porque sabíamos que eles iam sentir. Na segunda parte tínhamos uma expectativa, mas ela não aconteceu. A equipe decresceu, foi dominada pelo Ceará e sofreu o gol com um desgaste físico grande e não teve como reagir", disse.

O treinador também aproveitou a ocasião para criticar a atuação da arbitragem, que na visão dele, existiu um toque de mão no lance do primeiro do time cearense, ignorado pela arbitragem. 

"Senti que a equipe já tinha um decréscimo, erramos muito. Inclusive lances não forçados. Tenho uma dúvida, olhei o lance dez vezes, parece que a bola bateu no braço do jogador do Ceará, o que anularia o gol. É assim, né? Tem momentos que parece que somos prejudicados, tem momentos que parecem que somos beneficiados. Contra o São Paulo tivemos um lance claro de pênalti e hoje esse lance discutível que me parece que bateu na mão", bradou.

Agora, os comandados de Mano Viram a chave e enfrenta, na próxima quarta-feira, o Defensa y Justicia (ARG), pela partida de ida das quartas de final da Sula-Americana. Segundo Mano, é preciso entender a sua identidade e voltar a ter boas atuações.  

"Voltar a jogar bem, como fizemos no primeiro tempo. Nos jogos anteriores, no primeiro tempo contra o São Paulo foi mais ou menos, taticamente controlamos bem, mas não tivemos tanta força ofensiva, natural contra um time de ponta no campeonato. Fizemos um jogo muito ruim em Bragança e esteve abaixo do nível. Temos que botar a cabeça no lugar, nos entender como identidade de time", projetou.

Sem comentários:

Enviar um comentário