Então além de suportar a dor da perda , agora querem que aceitemos uma nota sobre o falecimento de minha mamãe Rita Maria - Globofest

Notícias



quinta-feira, 22 de julho de 2021

Então além de suportar a dor da perda , agora querem que aceitemos uma nota sobre o falecimento de minha mamãe Rita Maria


 Então além de suportar a dor da perda , agora querem que aceitemos uma nota sobre o falecimento de minha mamãe Rita Maria Moraes que não é verdadeira. No boletim da Covid emitido pela prefeitura de SAJ de quarta feira dia 21 consta o óbito 157 como morte de covid,os dados da paciente que veio há óbito condizem com os dados da minha mãe, só que ela não faleceu de covid.

Minha mãe foi internada no hospital Regional de santo Antônio de Jesus no dia 01 de junho, com insuficiência respiratória, passou pela Ala do covid pois era procedimento do hospital devido sua respiração está ofegante, fez o teste deu negativo e ela foi para sala vermelha onde foi estabilizada e em seguida foi para enfermaria da emergência, em seguida foi para o leito da enfermaria .onde ficou de quinta a segunda feira dia 07 de junho onde sentindo várias dores no corpo desceu para Sala vermelha, e devido ao procedimento que ela precisava fazer o Cateterismo fez alguns exames e entre eles o Covid e textou positivo , ficando na UTI covid de 07 de junho até 22 , dia 23 ela já estava na enfermaria 4 leito 208.
Minha mãe já tinha problemas dos Rins desde 2016 , mais nunca precisou Diálise era diabética , mais não fazia uso de insulina.
O motivo da internação dela foi dores fortes no braço esquerdo , que mais adiante descobrimos que era o coração e que ela precisava fazer o cateterismo.
Nesse aguardo ela sempre sentia dores fortes.
No dia 05 de julho recebemos a notícia da data do cateterismo  para o dia 10 , mais infelizmente dia 07 ela sentiu muitas dores e ao fazerem exames de eletrocardiograma virão disparos de enfarto, e desceram ela para UTI , mudando toda a regulação para o procedimento do cateterismo , necessitavamos agora de vaga na UTI Cárdio.
E assim foi os últimos dias de minha mamãe de 07 de julho até o dia de seu falecimento na UTI do Hospital  dia 19.
Esses 12 dias foram bem difícil para nós familiares, pois levaram 4 dias sem fazerem uma ligação de vídeo com a família e na sexta feira dia 16 estive na diretoria e na Assistência Social do hospital para solicitar uma visita a minha mamãe, e consegui depois de muito lamentar a falta de empatia do hospital.
Ficou agendado para segunda dia 19 , e para minha dor e tristeza a ligação que recebi foi para comparecer ao hospital e receber a notícia do seu falecimento.
E o que o médico me falou foi, ela teve uma parada cardíaca na madrugada foi reanimada e entubada e na segunda pela manhã teve outra e faleceu.
Então como é que sua morte foi Covid?
Fica a dúvida dessa inverdade propagada.
Nossa família fez o velório de minha mãe, recebemos de forma preventiva a visita de parentes e amigos no enterro .
Se fosse Covid, como o hospital liberou o corpo para ser velado ?

Sem comentários:

Enviar um comentário